O QUE É CONTORNO CORPORAL APÓS GRANDE PERDA DE PESO?

O CONTORNO CORPORAL APÓS GRANDE PERDA DE PESO MELHORA A FORMA E O TÔNUS DO TECIDO SUBJACENTE, QUE SUSTENTA GORDURA E PELE, E REMOVE O EXCESSO DE GORDURA E DE FLACIDEZ.

BELEZA PARA A VIDA

MELHORE A APARÊNCIA COM A CIRURGIA DE CONTORNO CORPORAL. APÓS A CIRURGIA DE REDUÇÃO DE PESO, OU QUALQUER PERDA SUBSTANCIAL DE PESO, A PELE E OS TECIDOS, MUITAS VEZES, NÃO TÊM ELASTICIDADE E PODEM NÃO ESTAR EM CONFORMIDADE COM O TAMANHO REDUZIDO DO CORPO. COMO RESULTADO, A PELE, QUE FOI SEVERAMENTE ESTENDIDA, AGORA NÃO TEM SUSTENTAÇÃO:

  • OS BRAÇOS FICAM FLÁCIDOS,
  • AS MAMAS PODEM ACHATAR E FICAR COM MAMILOS APONTADOS PARA BAIXO,
  • O ABDÔMEN PODE SE ESTENDER NAS LATERAIS E NA ZONA INFERIOR DAS COSTAS,
  • O QUE RESULTA EM UMA SALIÊNCIA SEMELHANTE A UM AVENTAL,
  • AS NÁDEGAS, A VIRILHA E AS COXAS PODEM APRESENTAR FLACIDEZ, OCASIONANDO BOLSAS SUSPENSAS DE PELE.

A INTERVENÇÃO CIRÚRGICA DE CONTORNO CORPORAL, APÓS GRANDE PERDA DE PESO, MELHORA A FORMA E O TÔNUS DO TECIDO SUBJACENTE, QUE SUSTENTA GORDURA E PELE, E REMOVE O EXCESSO DE GORDURA E FLACIDEZ DA PELE. O RESULTADO É UMA APARÊNCIA MAIS NORMAL DO CORPO, COM CONTORNOS SUAVES. ESTA É, EM ESSÊNCIA, A FASE FINAL DO PROCESSO DE PERDA DE PESO.

É INDICADO PARA MIM?

ANTES DE DECIDIR SE SUBMETER AO PROCEDIMENTO, A PERDA DE PESO DEVE ESTAR ESTABILIZADA.

  • SE CONTINUAR A PERDER PESO, A FLACIDEZ VAI REAPARECER,
  • SE O PESO FOR RAPIDAMENTE RECUPERADO, VOCÊ TRAUMATICAMENTE ESTRESSARÁ SUA PELE JÁ ENFRAQUECIDA, CAUSANDO ESTRIAS E CICATRIZES ALARGADAS NA PELE.

SE VOCÊ SE SUBMETEU À CIRURGIA DE REDUÇÃO DE PESO, SEU CIRURGIÃO PLÁSTICO IRÁ TRABALHAR EM ESTREITA COLABORAÇÃO COM SEU MÉDICO PARA DETERMINAR QUANDO SERÁ APROPRIADO COMEÇAR A REPARAÇÃO DO CONTORNO CORPORAL.

BONS CANDIDATOS AO PROCEDIMENTO

  • ADULTOS DE QUALQUER IDADE, CUJA PERDA DE PESO FOI ESTABILIZADA,
  • INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS QUE NÃO TENHAM CONDIÇÕES MÉDICAS QUE POSSAM PREJUDICAR A CICATRIZAÇÃO OU AUMENTAR O RISCO DA CIRURGIA,
  • NÃO FUMANTES,
    INDIVÍDUOS COM ATITUDE POSITIVA E EXPECTATIVA REALISTA DO RESULTADO CIRÚRGICO,
  • INDIVÍDUOS EMPENHADOS EM LEVAR UMA VIDA SAUDÁVEL, INCLUINDO ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E BOA FORMA.

ESTEJA PREPARADO PARA DISCUTIR

  • A RAZÃO PELA QUAL QUER FAZER A CIRURGIA, SUAS EXPECTATIVAS E O RESULTADO DESEJADO,
  • AS OPÇÕES DISPONÍVEIS NA CIRURGIA DE CONTORNO CORPORAL,
  • AS CONDIÇÕES MÉDICAS, ALERGIA MEDICAMENTOSA E TRATAMENTO MÉDICO,
  • USO ATUAL DE MEDICAMENTO, VITAMINA, MEDICAMENTOS NATURAIS, FUMO, ÁLCOOL E DROGAS,
  • CIRURGIAS PRÉVIAS.

O CIRURGIÃO TAMBÉM PODERÁ

  • AVALIAR O SEU ESTADO GERAL DE SAÚDE E TODAS AS CONDIÇÕES PRÉ-EXISTENTES DE SAÚDE OU FATORES DE RISCO,
  • EXAMINAR E MEDIR O SEU CORPO, INCLUINDO MEDIÇÕES DETALHADAS,
  • FOTOGRAFAR PARA PRONTUÁRIO MÉDICO,
  • DISCUTIR AS OPÇÕES E RECOMENDAR A MAIS ADEQUADA,
  • DISCUTIR POSSÍVEIS RESULTADOS DA CIRURGIA E QUAISQUER RISCOS OU COMPLICAÇÕES POTENCIAIS.

PREPARANDO-SE PARA A CIRURGIA

PREVIAMENTE À CIRURGIA, PODE SER NECESSÁRIO:

  • FAZER EXAMES DE LABORATÓRIO OU AVALIAÇÃO MÉDICA,
  • TOMAR CERTOS MEDICAMENTOS OU AJUSTAR SEUS MEDICAMENTOS ATUAIS,
  • PARAR DE FUMAR COM BASTANTE ANTECEDÊNCIA À CIRURGIA,
  • EVITAR TOMAR ASPIRINA, ANTIINFLAMATÓRIOS E MEDICAMENTOS NATURAIS, POIS PODEM AUMENTAR O SANGRAMENTO.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS

  • O QUE FAZER NO DIA DA CIRURGIA (TEMPO DE JEJUM, MEDICAMENTOS, BANHO)
  • INFORMAÇÕES SOBRE O TIPO DE ANESTESIA A SER REALIZADA DURANTE O PROCEDIMENTO CIRÚRGICO,
  • ORIENTAÇÕES SOBRE OS CUIDADOS PÓS-OPERATÓRIOS.

O PROCEDIMENTO DEVE SER REALIZADO EM LOCAL SEGURO E CONFORTÁVEL PARA O MÉDICO E O PACIENTE, EM CENTRO CIRÚRGICO AUTORIZADO PELA VIGILÂNCIA SANITÁRIA, COM EQUIPAMENTOS E EQUIPE TREINADA PARA QUALQUER INTERCORRÊNCIA

RISCOS E INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA

A DECISÃO DE SE SUBMETER À CIRURGIA É PESSOAL E É VOCÊ QUEM DEVE DECIDIR SE OS BENEFÍCIOS ATINGIRÃO SEUS OBJETIVOS E SE OS RISCOS E POTENCIAIS COMPLICAÇÕES SÃO ACEITÁVEIS.

VOCÊ DEVERÁ ASSINAR O TERMO DE CONSENTIMENTO PARA ASSEGURAR QUE COMPREENDEU PLENAMENTE O PROCEDIMENTO AO QUAL VAI SE SUBMETER E QUAISQUER RISCOS OU COMPLICAÇÕES POTENCIAIS.

 

POSSÍVEIS RISCOS DA CIRURGIA

  • CICATRIZES DESFAVORÁVEIS,
  • SANGRAMENTO (HEMATOMA),
  • INFECÇÃO,
  • ACÚMULO DE LÍQUIDO (SEROMA),
  • RISCOS ANESTÉSICOS,
  • MÁ CICATRIZAÇÃO,
  • NECROSE DE PELE,
  • DORMÊNCIA OU DEMAIS ALTERAÇÕES DE SENSIBILIDADE NA PELE,
  • DESPIGMENTAÇÃO DA PELE E/OU INCHAÇO PROLONGADO,
  • ASSIMETRIA,
  • DEISCÊNCIA (REABERTURA DE UMA FERIDA PREVIAMENTE FECHADA)
  • FLACIDEZ RESIDUAL DA PELE,
  • DOR, QUE PODE PERDURAR,
  • TROMBOSE VENOSA PROFUNDA, COMPLICAÇÕES CARDÍACAS E PULMONARES,
  • INCHAÇO PERSISTENTE NAS PERNAS,
  • POSSIBILIDADE DE NOVO PROCEDIMENTO CIRÚRGICO.

O QUE ACONTECE DURANTE A CIRURGIA?

OS PROCEDIMENTOS NECESSÁRIOS PARA ATINGIR SEUS OBJETIVOS SERÃO DEFINIDOS JUNTAMENTE COM UM PLANO CIRÚRGICO. OS PROCEDIMENTOS DA CIRURGIA PLÁSTICA QUE PODEM SER RECOMENDADOS POR SEU MÉDICO INCLUEM:

  • LIFTING DA PARTE INFERIOR DO CORPO: CORRIGE A FLACIDEZ DO ABDÔMEN, NÁDEGAS, VIRILHA E CULOTES,
  • ELEVAÇÃO DA MAMA: CORRIGE A FLACIDEZ E SEIOS CAÍDOS,
  • LIFTING DE BRAÇO: CORRIGE A FLACIDEZ DOS BRAÇOS,
  • LIFTING DE COXA: CORRIGE A FLACIDEZ DA COXA

PROCEDIMENTO CIRÚRGICO

BODY LIFT

PEXIA DA MAMA

LIFTING DE BRAÇO

LIFTING COXA

RECUPERAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA

APÓS A CIRURGIA, CURATIVOS OU BANDAGENS PODEM SER APLICADOS SOBRE AS INCISÕES. UM DRENO PODE SER TEMPORARIAMENTE COLOCADO SOB A PELE PARA DRENAR QUALQUER EXCESSO DE SANGUE E DE FLUIDO QUE POSSAM ACUMULAR.

FAÇA PERGUNTAS SOBRE O PERÍODO DE RECUPERAÇÃO

  • ONDE VOU PERMANECER EM RECUPERAÇÃO APÓS A CIRURGIA?
  • QUAL MEDICAÇÃO ME SERÁ DADA OU PRESCRITA APÓS A CIRURGIA?
  • SERÁ NECESSÁRIO CURATIVO APÓS A CIRURGIA? QUANDO SERÁ REMOVIDO?
    OS PONTOS SERÃO REMOVIDOS? QUANDO?
  • QUANDO PODEREI RETOMAR MINHAS ATIVIDADES NORMAIS E EXERCÍCIO FÍSICO?
  • QUANDO SERÁ A CONSULTA DE RETORNO?

SEJA CUIDADOSO

SEGUIR AS RECOMENDAÇÕES DO SEU MÉDICO É FUNDAMENTAL PARA O SUCESSO DA CIRURGIA. É IMPORTANTE QUE AS INCISÕES CIRÚRGICAS NÃO SEJAM SUBMETIDAS À FORÇA EXCESSIVA, À ESCORIAÇÃO, OU AO MOVIMENTO DURANTE O TEMPO DE CICATRIZAÇÃO.